Friday, January 2, 2009

Vias de(vidas)




As palavras fogem
Por medo
De serem fortes
Por apego
À má sorte

A história anda
Por dever
À trajetória
Por não saber
O que é vitória

A mente pára
Por cansaço
De muito lutar
Por abraço
Ao discordar

A vida insiste
Por amor
À criação
Por louvor
Ao coração

1 comment:

Papagaio Mudo said...

belos versos, moça.

>¨<

ps: bonne année!